19

Bondcast 0036 – Eu, James Bond (Influências)

BCB_Banner_INFL

Bondcast Brasil nº 0036, talvez um dos mais engraçados já lançados até então está no ar! Desta vez vamos contar e descobrir o quanto James Bond influencia nosso dia a dia.

Sergio Vasconcelos, Giuzão Chagas e Lucian Novo recebem as convidadas Patricia Carla dos Santos, nossa querida Bondgirl  Patthy e Morticia Naghtshade, e ainda contam com a volta de Dr Brunão Tucano Capacci, nosso advogado de estimação, para um papo bem descontraído sobre a influência de 007 na vida dos fãs, com direito a momentos vergonha alheia de nosso apresentador e revelações bombásticas. Baixe, comente e compartilhe!

Participações Especiais nos Drop”zinhos”: Rafael Tekken (Banco de Cérebros) Raphael Maiffre (Mega Hero),  Matheus Carvalho (Universo Who), Agente 1719 (Jonathan Shuu) e Lorran Lima.

Bondcast Brasil Will return na edição 0037 Especial Timothy Dalton.

Comente também no Facebook, Twitter ou mande seu e-mail para bondcast@bondcast.com.br

Aviso: O Bondcast Brasil não é jornalístico e não busca trazer um documentário completo sobre o assunto. O objetivo do nosso podcast é levar entretenimento com muito humor e as vezes um pouco de seriedade para aqueles que gostam de nos escutar.

Assine nosso feed:
https://itunes.apple.com/br/podcast/bondcast-brasil/id967616059?l=en
http://feeds.feedburner.com/bondcastbr

Tempo de Duração: 83 minutos

Lançado em: 01/06/2015

Bondcast

19 Comments

  1. Olá meninos! Mto mto mto obrigada por 3 horas de tanta diversão e depois de editado, 83 minutos de histórias reais envolvendo James Bond p/ descontrair e começar a semana. E ter outra Bond Girl tb foi o máximo p/ poder “explicar” pros meninos a nossa visão bondiana. Adorei os “dropzinhos”. Ainda fiquei s/ contar 2 histórias minhas mas fiz um post sobre esse Bondcast publiquei junto c/ o post.
    E tb um mto obrigada Serginho e Giu pela companhia na sessão de cinema em q vimos Dr No. Único, inesquecível. Q venham outros momentos como esses. Bjs, amo vcs.

  2. Cast mais gay que eu já escutei. Boiolou de vez… mas vamos lá. Minha influência foi através dos livros. Quando comecei a ler, fui na biblioteca e peguei logo um livro de 007 e aquilo me motivou a continuar lendo e inclusive, prefiro escritores ingleses.. Hoje minha vida é voltada a conseguir o máximo de informações e materiais sobre bond (isso em 2º plano pois em 1º vem Raul Seixas). Ao ligar o PC (todo santo dia) primeiro meu email, logo em seguida bondcast.com.br com jamesbondbrasil.com e depois sobre filmes em geral… O cast ficou muito bom, principalmente com as bondgirls abrilhantando ainda mais o cast. Parabéns!!!
    Dica sessão comentários Bondcast Off: Offmails ou Sessão Off

  3. Fala galera,

    SEN-SA-CIO-NAL…

    Cast hilário, as meninas mandando mt bem e emoção (Giuzão “chorando” foi impagável!).

    Gostaria de compartilhar com vocês “resumidamente” as influências na minha vida:

    A história começa nos anos 80. Conforme relatos da minha mãe, meu falecido pai conheceu Roger Moore na época de Moonraker, pois era camareiro no hotel onde ele se hospedou. Em 96, meus pais gravaram em VHS o festival James Bond na Globo. Meu pai faleceu em 98 e a partir daí eu, com 7 anos, comecei a assistir todos os filmes gravados. Ainda desconhecia vários do Sean Connery, a maioria era do Roger Moore, ligeiramente “favoritado” por mim. Durante esses anos assistia várias vezes por semana, até que em um dado momento passei a diminuir a frequência, por ficar triste com a qualidade dos VHS que tinha. Por exemplo, após várias noites dormindo tarde, minha mãe ao gravar Goldfinger dormiu no primeiro comercial e acordou quando estavam invadindo o Fort Knox. Hahahah.

    Depois de algum tempo assistindo ocasionalmente os filmes, descobri no extinto Orkut que existia uma comunidade 007 e, através do Marketto, várias informações interessantes, chegando a fazer meu próprio site para um trabalho no curso em 2005 (http://www.bondbrasil.xpg.com.br/), que ainda está no ar até hoje, apesar de totalmente desatualizado.

    Em uma bela manhã de sol descobri o bondcast. Confesso que não lembro o primeiro, mas era ainda nos primórdios, quando a qualidade não era lá essas coisas. Fiquei extremamente feliz quando o meu comentário sobre A View to a Kill foi mencionado em um dos casts. A partir daí ouço todos, acompanho facebook, James Bond Brasil (Marketto é o cara!!!), Comunidade 007, agora o site Bondcast e claro, continuo vendo todos os filmes, agora em DVD (Skyfall em Full HD no Netflix :D).

    Após o meu casamento, comecei a assistir alguns com a minha esposa e, para minha surpresa, ela também se tornou Bondmaníaca! Agora ela quer ver todo dia, com muito mais frequência que eu!

    Depois dessa história que contei, percebam o quão importante é o trabalho de vocês, fazendo não só um Podcast, mas unindo pessoas que gostam da mesma coisa, criando vínculos que se tornam amizades, como as homenagens feitas durante o cast.

    Parabéns a todos da família James Bond!

    • Oi José Augusto. Tenho um LP do seu xará aqui, antigo q gosto bastante. Mas q história linda! Cheia de emoção tb. Se vc morreu de rir ouvindo imagina eu gravando! Foram 3 h de gravação e os meninos estavam impagáveis. Tive de me controlar p/ ñ acordar minha tia q tava dormindo pq foi difícil segurar o riso. A melhor história p/ mim foi a do Lucian e seu penteado seguida da enchente na “Lotus” do Giu kkkk. No meu blog (www.bondgirlpatthy007.blogspot.com) conto um pouco dos bastidores da gravação, mais assim o q senti gravando. Q bom q sua esposa é + uma entre nós meninas. Leva ela num evento qquer dia. Bjs e mto amor p/ vcs

    • Giu, aproveitando as revelações bombásticas do BB (Bondcast Brasil – eu posso escrever assim pq sou menina rs) tb tenho uma: queridos, vcs são irmãozinhos meus q adotei c/ um imenso carinho. Lu, Serginho, Giu, Rildon, Carmoninha, Marketto, meus “maninhos”, amo vcs. Bjs

  4. Ola pessoal, como foi gostoso participar deste cast. Queria ter falado mais, porem a timidez não me deixou. Fico extremamente feliz por ter deixado aqui a minha singela homenagem ao nosso querido James Bond e Cia.

  5. Uma curiosidade sobre Triplo XXX (de acordo com o que eu li), é de que o filme foi feito para desbancar a franquia James Bond, mas o filme não foi tão bem recebido pela crítica e quando Vin Disiel não aceito participar do 2º filme, os produtores tiveram que transformar o Triplo XXX ao invés de um personagem, numa “patente”.

  6. Olá pessoal do Bondcast! Conheço o site já um bom tempo, mas o bondcast comecei a ouvir há pouco mais de um mês. Me arrependo de não ter conhecido o bondcast antes. Cada programa é um melhor que o outro. Comecei a ouvir um por um dos bondcasts e agora estou atualizado, por isso esse é o meu primeiro comentário. Vocês foram meus grandes companheiros nesses dias. Infelizmente não tenho muito amigos fãs de James Bond, e os que gostam, conhecem poucos filmes (os mais recentes). Por isso, agradeço ao trabalho espetacular de vocês. Cada bondcast me sentia como se estivesse jundo com vocês, me divertindo e aprendendo sempre um pouco mais. Sobre esse último cast, James Bond, me influenciou desde ao meu modo de me comportar em publico até alguns trejeitos (andar com uma mão no bolso igual a Sean Connery ou Daniel Craig). Mas nos últimos dias foi o bondcast que me influenciou. A cada programa fui revendo todos os filmes, porém com um novo olhar. Até então só tinha lido o livro Cassino Royale e Dr.No. E é serio, nesse mês, já li até A Morte No Japão. E vou continuar até terminar todos os livros do Fleming e depois ou outros autores. Sim, eu praticamente devorei os livros, que não foram fáceis de conseguir. muitos de sebo e outros em inglês. E isso graças a vocês, que transmitem essa paixão pelo universo James Bond, de forma que dá vontade de ir além e buscar sempre mais. Muito obrigado e parabéns pelo ótimo programa que vocês fazem. Um grande abraço!
    Luís Vinícius Melione

  7. um bondcast divertido, extremamente informal e especial.

    queria ter influencias de James Bond na vida real , mas sou uma espécie de Bond Reverso.
    não tenho carros chiques( não sei dirigir) , não fumo, não bebo, não salto de paraquedas nem amarrado , ainda não usei um terno , só tomo fora de “Bondgirl” na vida real.
    rsrsrsrrsrsrs

    acho que a única coisa que eu consegui foi dizer Véras, Rafael Véras em algumas oportunidades.
    ah sim e independente da qualidade eu assisto quase todos os filmes desde Goldeneye no 1º dia de exibição e no 1º horário disponível.( único que eu não consegui foi o Cassino Royale pq na época estava morando em uma cidade que não tinha cinema e o cinema mais próxima entrava em conflito com a minha agenda de trabalhador e com a condução de volta)

  8. o cast mais emotivo de todos, quase romântico. 007 me influencia muito desde que conheci ele no festival james bond em 96. por causa da personalidade do personagem me tornei mais confiante, e tento alguns trejeitos principalmente em tentar imitar roger moore no andar. quanto a equipe digo que me influencia desde 2013 quando conheci a comunidade a saber mais detalhes dos filmes e notÍcias, a isso o JBB É EXCELENTE . me sinto na real parte da família BCB (lembrei do comentário do BCB ESPIONAGEM rsrsrs) mesmo ainda não participando. a prova que influenciam a nois ouvintes foi que para mim vcs me fizeram gostar de cantar no chuveiro (só não atrevo a dizer quais músicas) kkk .abraços a todos.

  9. Mais um ótimo Bondcast. Muito legal a escolha do tema e a presença feminina, que foi absorvida pelos personagens masculinos nesse Bonscast também. J

    É inegável que todos os fãs sofrem influências de seus ídolos, e comigo não é diferente no caso de Bond, desde o jeito de se portar até as tentativas de flerte (na época que tava solteiro).

    Acho interessante que Bond influenciou outros personagens da TV e cinema, que por conseguinte, influenciam os fãs tb, pelas semelhanças. Como exemplos, lembro de Don Draper, da série Mad Men e Harvey Specter, de Suits. Em ambos os seriados, os personagens são nitidamente espelhos de Bond em vários momentos, sendo que até são comparados explicitamente a eles.

    É isso, um abraço e ansioso pelo Goldeneye.

    PS: Muito show os Aternativandos com as músicas temas de JB. Só clássicos (tirando a Lulu).

  10. Oi pessoal. Parabéns pelo trabalho. Conhecemos o Bondcast ouvindo o Seção 31 (podcast sobre Star Trek) com uma participação do Giuzão. Como eu e meu filho já tínhamos ouvido todos os S31, resolvemos dar uma chance para vocês (olha só que honra) e não nos arrependemos. Meu moleque tem 13 anos e já viu todos os filmes comigo. Também consegui aplicar Star Trek nele o que já é um bom caminho para se tornar um bom nerd como o pai. Viajamos semanalmente de carro e os programas nos ajudam a tornar a jornada mais agradável, muitas vezes nem sentimos o tempo passar e já estamos de volta em casa. Nossa diversão agora é ver um dos filmes e depois ouvir os comentários no respectivo podcast. Vocês me estimularam também a comprar a coleção de livros que, apesar de ser um leitor compulsivo, ainda não conhecia. Muito bons. Abraços a todos e obrigado.

  11. Caras, achei de longe o Cast mais emblemático. Totalmente focado em reflexões, sensacional! Concordo em 100% quando disseram que tem coisas de James Bond que estão com a gente de forma tão natural que nem nos damos conta. Parabéns!!

  12. Tem duas histórias minhas q ñ contei no cast mas vou deixar aqui p/ vcs lerem. Tenho certeza q vão gostar: História 1: Cantando para James Bond

    Era o ano de 1988, 5ª série do ensino fundamental (primeiro grau). A professora de inglês pediu que os alunos escolhessem uma música e cantassem individualmente ou em grupo para testar a pronúncia. Dentre tantas cantoras, boy bands da moda, escolhi uma cantora sucesso dos anos 70, Carly Simon e a música Nobody Does It Better do filme “007 O Espião Que Me Amava”. Sempre fui tímida, tremia muito, não sei cantar sem acompanhar no rádio ou na vitrola. Podia levar fita/ LP para ajudar. E fui a primeira de toda a classe. Levei uma fita da Carly Simon. A professora colocou no gravador, fechei os olhos e me imaginei vestida como a personagem Anya Amasova (Barbara Bach) e que James Bond estava ali na minha frente. Cantei com toda alma para ele. Por momentos baixava o tom pois a professora abaixava o volume e eu acompanhava o tom da Carly Simon. Meu coração saltitava, as lágrimas queimavam o rosto e ao fim, a melhor nota de todas 9,5 só não foi 10 pelo nervosismo e timidez. E aplausos de pé.

    História 2: Meu nome é Ryder… Honey Ryder

    Faço aula de natação desde 1998. Numa das aulas, o professor nos levou para ter aula no parque aquático do clube ao invés de usar as piscinas cobertas. No parque aquático tem uma piscina de ondas e o objetivo era exercitar resistência e força. Consegui fazer todos os exercícios e ao final da aula, conversando amenidades com meu professor, disse para ele que a piscina de ondas me lembrava o mar da Jamaica que aparecia no filme do 007 e que eu tinha vontade de reproduzir a famosa cena entre Bond e Ryder. Expliquei cada passo da cena e quando o professor deu o ok,saí do meio da piscina de ondas cantando Under The Mangoo Tree como fez a Úrsula Andress Meu professor fez as vezes de Sean Connery me observando até eu sair e disse que fui absolutamente perfeita. Só que eu usava maiô e touca, não tinha cinturão, diferente da atriz original em seu insinuante biquini branco e seu cinturão com a faca no coldre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *