1

A Review To a Kill – Missão: Impossível – Efeito Fallout

O melhor desde o primeiro? Bem possível, afinal a palavra chave para está franquia não é “impossível” e Ethan Hunt e sua equipe sempre acham um jeito. 

BC_ARTAK_MI6

A palavra em questão é “missão”, já que todos os filmes são a respeito do trabalho que Hunt e sua equipe precisam realizar. Ethan Hunt quase nunca faz uma pausa ou deixa sua vida amorosa interferir em suas missões, mas cada vez que ele escolhe uma, sua dedicação e foco acompanhados de uma adrenalina pulsante, são a força enérgica que conduz cada aventura. E no coração de tudo isso está um dos maiores astros do cinema: Tom Cruise, um homem que arrisca a vida a cada produção para realizar acrobacias nunca antes vistas.

Tão importante quanto a paixão de Cruise por acrobacias é seu gosto por cineastas. Desde o primeiro Missão Impossível, em 1996, ele trabalhou com grandes diretores, roteiristas e técnicos que ajudaram a destacar o melhor em suas cenas de ação. Brian De Palma (de Scarface), John Woo (de A Outra Face), JJ Abrams (de Star Wars: O Despertar da Força), Brad Bird (de Os Incríveis) e por fim Christopher McQuarrie (de Jack Reacher: O Último Tiro). Todos adicionaram o seu próprio tempero a franquia e, Missão: Impossível – Fallout, dirigido por McQuarrie, é sem dúvida o melhor filme desde que De Palma deu o pontapé inicial em 1996.

mi64

Um grupo terrorista liderado por uma figura misteriosa chamada John Lark está no processo de adquirir três bombas nucleares e usa-las para derrubar o status quo. O superespião Ethan Hunt (Tom Cruise) tenta recuperar as bombas dos bandidos, mas uma operação envolvendo seus parceiros de longo prazo Benji (Simon Pegg) e Luther (Ving Rhames) e coloca os explosivos muito além de seus alcances. Castigado, Hunt embarca em uma segunda missão que traz um agente da CIA, August Walker (Henry Cavill, com o já famoso e tão falado bigode) e o retorno do vilão anarquista do filme anterior, Solomon Lane (Sean Harris, ainda com uma performance assustadora).

mi65

Henry Cavill é uma adição competente ao elenco. Embora a maioria o conheça como o Homem de Aço, Fallout permite que Cavill se destaque em um papel mais perigoso e enigmático. Igualmente bom é o retorno de Rebecca Ferguson como a misteriosa espiã Ilsa Faust. Não é difícil imaginá-la assumindo o manto de protagonista se Cruise decidir pendurar as botas. Simon Pegg e Ving Rhames têm um pouco menos para fazer, mas são bem-vindos como sempre. O grande destaque fica a cargo da Viúva Branca, vivida por Vanessa Kirby (The Crown) – uma misteriosa negociante do submundo, com apelo de Femme Fatale.

As cenas de ação filmadas por McQuarrie são rápidas e eficazes com sequências de cair o queixo. Há perseguições de carro, lutas de punho, corridas no telhado e uma perseguição de helicóptero junto uma ambientação deslumbrante. McQuarrie e Cruise levam cada cena um pouco mais longe do que você imagina. Os efeitos sonoros são um espetáculo a parte – os sons poderosos criam uma maior imersão do espectador, permitindo sentir cada impacto e pancada.

mi62

Em muitos filmes de ação convencionais, os personagens conversam e brigam entre si no meio de uma perseguição de carro ou briga de armas. Fallout foge dos padrões, adicionando momentos importantes, onde Hunt e seus parceiros simplesmente rangem os dentes e fazem seu trabalho – tudo o que ouvimos é o gemido de motores ou a tagarelice de tiros, e o efeito dramático é fascinante. A primeira hora pode parecer lenta e retrospectiva, mas é apenas um aquecimento para um final turbulento e impecável.
O longa é mais um passeio emocionante que nos leva de Berlim a Roma, a Paris e além, com voltas e reviravoltas. Fallout traz consigo uma devoção e um frescor às filmagens de ação, e auxiliado pelo diretor de fotografia Rob Hardy, os resultados são frequentemente surpreendentes

Todo filme ou episódio de TV de Missão Impossível coloca seu herói diante da mesma situação, a famosa frase “Sua missão, caso decida aceita-la” e em Fallout finalmente é feita a pergunta: que tipo de homem continua aceitando essas missões e o que leva alguém a colocar sua vida em risco de novo e de novo? Para Hunt, a resposta é simples, ele pode salvar pessoas e portanto, ele tem a responsabilidade de agir. Missão: Impossível – Fallout é intenso, emocionante, engraçado e absurdamente grandioso. A cada filme Cruise e McQuarrie dificultam o nível da próxima missão e aumentam a necessidade do publico de filmes deste gênero.

De 0 á 5 estrelas, minha avaliação é: ★★★★★

ESCUTE NOSSO EPISODIO ESPECIAL SOBRE MISSÃO IMPOSSÍVEL CLICANDO AQUI

Por: Luís Vinícius Melione

Bondcast

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *